fechar busca

Este cinema de 500 lugares foi construído para o British Film Institute (BFI) e inaugurado em Maio de 1999. É de longe a maior tela da Grã-Bretanha.

Esta área de South Bank era conhecida por ser perigosa e barulhenta, mas graças ao apoio das autoridades locais, deputados e grupos da comunidade, tem se transformado em um agradável local para pedestres, animado com as novas obras de arte públicas e cafés.

A sofisticação do sistema de projeção é combinada com a tecnologia de construção. O local é cercado pelo trânsito e com a linha de metrô de Waterloo e da cidade apenas 4 metros abaixo da superfície, toda a superestrutura apoia-se em rolamentos anti-vibração para impedir a passagem de ruídos.

A forma do edifício responde ao ambiente hostil acústico também. O local é uma ilha de trânsito afundado em uma das principais rotas para Londres e está completamente cercada pelo tráfego. A galeria totalmente envidraçada não só proporciona uma zona de separação acústica, mas também expressa externamente o caráter das atividades de dentro.

A galeria também foi projetada para comportar um novo evento anual de artes- um concurso aberto para a concepção das suas obras de arte, a primeira comissão a ser um mural extraordinário pelo distinto artista britânico Howard Hodgkin.

Os espaços públicos em torno da base do prédio não foram menos importantes. O objetivo era o contraponto da vastidão desolada do concreto de South Bank com um novo jardim, como Xanadu, um espaço fabuloso plantado no final do labirinto de túneis.

Uso

entretenimento

Cidade

Londres

Arquiteto

Avery Associates Architects

Fotógrafo